Instituto Musical Darezzo

O Local Certo para Você Aprender Música Online

Diferença entre Música e Musicalidade

Os termos música e musicalidade, por muito tempo foram associados como sendo um sinônimo da outro. Temos a ideia de que ser musical é apenas aquele que, com o seu instrumento ou voz, consegue interpretar o sistema de notação musical, porém esse entendimento é bastante restrito. Então, o que seria musicalidade?

Como a música é uma combinação harmoniosa e expressiva de sons e cada tipo de música possui seus códigos e padrões específicos para execução, à musicalidade foi com o passar dos séculos sendo erroneamente confundida e até mesmo definida como a habilidade de executar e interpretar uma determinada música em um determinado contexto. Sendo a música um veículo comunicativo das expressões das emoções, a musicalidade é uma forma de expressão humana de caráter universal, expondo os sentimentos, emoções, sensações e expressão para a música. Ser musical vai muito além de técnica e interpretação de uma música, ser musical é expressar todos os sentimentos que sentimos com aquela música que estamos tocado ou cantando.

APRENDENDO A TOCAR VIOLAO

Sabe aquele músico que nos encanta, nos faz chorar ou sentirmos alegre quanto canta ou toca? Isso é ser musical. Um músico com musicalidade consegue passar sentimentos, emoções e sensações no momento em que esta tocando algum  instrumento musical ou cantando.

APRENDENDO A TOCAR VIOLÃO

A Técnica e a Musicalidade

A técnica e/ou o estudo musical algumas vezes atrapalham a expressão da musicalidade. É claro que o estudo das técnicas e teoria musical são importantes para o aprendizado de um instrumento, mas é preciso ter cuidado para que ao estudar música, ao aprender a tocar aquele instrumento e desenvolver novas técnicas, o músico não fique apenas empolgado em demostrar sua habilidade na execução das músicas, deixando as emoções e sentimentos de lado.

Muitas vezes as novas informações ao invés de acrescentarem algo na música, elas robotizam a música, tornando-a sem expressão e sentimentos e acabam com a magia e poder daquela música, tornando-a chata e sem graça de ouvir e tocar. Portanto, tome cuidado, pois isso é muito comum de acontecer, principalmente para os músicos que estudam técnicas, harmonias e outras teorias musicais. Lembrando que, as técnicas e teorias são extremamente importantes para aprender a tocar violão ou qualquer outro instrumento, mas só é preciso um pouco de atenção para não deixar sem vida e expressão as músicas que compor, tocar ou cantar.

Cuidados para não Deixar a Musicalidade de Lado

Se ao escutar uma música ou pessoas tocando, você fica analisando a estrutura da composição, se a pessoa está executando bem ou se está errando e coisas desse tipo, CUIDADO! Você não está sentindo, está deixando de absorver a musicalidade passada!

Ao tocar uma música pense em fazer coisas bonitas e muitas vezes mais simples.

Não coloque um monte de informações desnecessárias na música, pois tudo que é desnecessário sobra, ocupa espaço, esconde a beleza da música e suja o arranjo, tornando a música chata de ouvir e tocar.

Não toque pensando em chamar a atenção para si ou para algo da música que não seja o foco do momento. Cada coisa tem o seu lugar e o seu momento.

Como Deixar a Musicalidade Fluir?

Se você percebeu que está perdendo a musicalidade, procure deixar o som rolar, coloque as ideias na música baseando em sentimentos, curta e aprecie cada nota e tenha cuidado com os excessos. É preciso entender que as coisas difíceis e trabalhadas possuem o seu espaço na música, porém elas devem existir apenas para contribuir com a musicalidade e nunca para atrapalhá-la.

Cada pessoa tem um jeito de ser, sentir, pensar, tocar, analisar, estudar e para isso não existem regras. Aflore sua musicalidade e não se esqueça dos princípios da música!

 

ideias

Deixe sua sugestão, dicas e comentário! Compartilhe com os amigos!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *