Instituto Musical Darezzo

O Local Certo para Você Aprender Música Online

Escalas Diatônicas – O que é?

Escala Diatônica

Escalas Musicais são sempre um desafio pra os iniciantes. Devemos aprender todas? Qual a importância? O que é? Essas são algumas dúvidas de todos que estão aprendendo a tocar viola. Por isso, hoje vamos falar de uma escala muito importante e que todos devem aprender, a Escala Diatônica. Não Perca!

Na música existem várias escalas e cada uma tem sua utilidade, conforme a necessidade ou criatividade do compositor. Algumas muito úteis, outras úteis em determinados contextos e outras quase nunca utilizadas.

Uma escala muito útil é a Escala Diatônica e suas variantes, resultante da Escala Diatônica Pitagórica, de origem na Grécia, que são muito empregadas em todas as escalas musicais nas músicas ocidentais. Portanto, vale a pena estudar e entender!

 

 O que é Escala Diatônica?

Primeiramente precisamos entender o que são Escalas Naturais. Elas são as escalas mais básicas e primitivas no estudo de música.  Sendo:

Dó –  – Mi –  – Sol – Lá – Si

Podendo ser maior ou menor, porém como existem outros tipos de escalas maiores e menores, essa escala básica que acabamos de ver recebe o nome de Escala Natural.

A Escala Diatônica é uma escala formada por sete notas em sua estrutura com sucessão de oito sons conjuntos, com cinco intervalos de TOM, e dois intervalos de SEMITOM.

Dó –  – Mi –  – Sol – Lá – Si

A escala é ascendente quando segue do som grave para o som agudo. E descendente quando do som agudo para o som grave.

O nome “diatônica” significa “movimentar-se pela tônica”, ou seja, pela nota de referência,  a nota que define o tom da música. Dessa forma, a Escala Diatônica são as sete notas naturais mais a repetição da nota tônica. Precisa ter todas as notas, mas só pode repetir a nota tônica uma única vez.

Sempre que utilizarmos o termo “diatônico” ou “nota diatônica”, estamos dizendo que essa nota pertence à tonalidade natural; ou seja, a nota faz parte de uma escala maior ou menor natural. As escalas maiores, menores naturais e os sete principais modos gregos são exemplos de escalas diatônicas.

Tons e Semitons Existentes na Escala Diatônica

Cada nota da escala tem uma função de acordo com os graus.

I grau

TÔNICA

II grau

SUPERTÔNICA

III grau

MEDIANTE

IV grau

SUBDOMINANTE

V grau

DOMINANTE

VI grau

RELATIVO

VII grau

SENSÍVEL

VIII grau

TÔNICA

 Os semitons se encontram do:

III Grau

Para o

IV Grau

VII Grau

Para o

VIII Grau

Os tons são encontrados:

I Grau

Para o

II Grau

II Grau

Para o

III Grau

IV Grau

Para o

V Grau

V Grau

Para o

VI Grau

VI Grau

Para o

VII Grau

O I grau (Tônica) é geralmente o mais importante da escala, pois, ele é quem dá nome a escala e que a termina de um modo completo sem deixar dúvida. Os demais graus tem afinidade absoluta com ele.

Existem diversas outras escalas musicais, mas a ideia é sempre a mesma. Tem-se uma sequência definida de tons e semitons e, a partir disso, monta-se a escala começando da nota que se desejar. Simples assim.

aula de musica

Deixe seu comentário, dicas e sugestões. Pesquise em nosso Blog e compartilhe com os amigos. Curta nossa página no Facebook.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *